quarta-feira, 25 de julho de 2012

Viver sem olhar para baixo?

Vivemos a olhar para baixo, mirar o espelho e o sacana do extracto bancário.
Não temos dinheiro para a casa que queríamos, ou para o sofá que andamos a namorar. Lamentamos a ausência de loui vuitton no roupeiro. Choramos um carro melhor e a viagem com que sonhamos e teima em não chegar.

Criticamos o governo, os professores, o árbitro, o chefe, a administração. Queremos mudar tudo, quando há coisas tão simples de mudar. Queremos merdices, quando há quem queira apenas a oportunidade de viver.

A Bia ainda nem tem 4 anos e está a lutar pela sua vida. A Bia ainda não foi comprar material escolar pela primeira vez, escolher a mochila nova para levar para a sala dos grandes. Ainda não deu o seu primeiro beijo, ainda não jogou aos "mal casados", ainda não se apaixonou, ainda não sentiu que era dona do mundo, ainda não saboreou o que a vida tem reservado para ela. A Bia, que devia estar apenas a brincar com bonecas, está a lutar pela vida.

A Bia tem Leucemia, e como tantas outras crianças (e adultos), aguarda um dador compatível. E como ser dador de medula? É tão simples como dar sangue. Salvar uma vida é tão simples como dar sangue.

E eu pergunto-me: E que tal parar de lamentar e agir? E que ajudar alguém a ter uma vida tão feliz que a sua maior preocupação seja a cor do verniz que está na moda? A Bia, a Bia devia estar apenas a escolher vestidos para as Barbies, não a passar dias no IPO a fazer quimioterapia.

Porra pá, vamos ser dadores!

(Porque a Pólo é GRANDE!)

9 comentários:

Angie disse...

Eu ja sou a bueee :DD

Gasper disse...

Angie, :)) Devia ser obrigatório!

Lia disse...

Eu vi em directo... E sou uma menina sensivel :$ fiquei com lágrimas nos olhos...

Eu não posso ser dadora (ainda), mas estou a tratar de arranjar condições para ser muito em breve.

Gasper disse...

Lia, confesso que também fiquei. Parece um problema tão longe, mas que vive tão perto.

Runaway disse...

Já fui dador de sangue, quando ainda não se falava em transplantes de medula.
Agora o meu sangue não presta nem para fazer aqueles chourições para cão. :/

Gasper disse...

Runaway, então fizeste a tua parte :) Quanto à parte do teu sangue não prestar, não digas boubagem. "Vazo ruim, não quebra assim" :p

Estudante disse...

Tão pequenina :\ devia ser proibido os pequenitos ficarem doentes...

Ju disse...

Também já sabia desta história, tão comovente... e é quando sei destas coisas que vejo o quão estúpida sou quando me stresso por merdas!! Ainda não sou dadora :( porque tenho pânico a tirar sangue, mas vou ser, prometo a mim mesma!!

Ritinha disse...

Eu sou dadora de sangue, não sou de medula ainda porque no dia que vieram cá à minha terrinha não estava em condições físicas para o fazer! Mas tenciono ser!