quinta-feira, 14 de março de 2013

Fico sem palavras

Perante as situações complexas com que me deparo alguns dos dias. Ora que ouvi o meu nome a ser chamado em gritos histéricos de apuros. Pensei cá para mim, alguém está a morrer...

Fui a correr pelo corredor fora e lá estava ele, o senhor com figura caricata que levou o escadote do pseudo-laboratório. Figura caricata não é bem o termo certo, pronto... não tem os dois dentes da frente, é baixote e gordinho, não gosta de ter o rego do cu tapado pelas calças e fala com uma pronúncia Micaelense tão acentuada, que eu Micaelense pura não percebo metade do que diz.

Continuando a história, lá estava ele aflito com o escadote na mão, quase em pânico porque o escadote não cabia. O estupor do escadote não passava pela porta, não passava de maneira nenhuma! "Como? Como é que vou sair daqui com o escadote, se não consigo passar pela porta?"

- O senhor já experimentou deitar o escadote? - Perguntei quase a medo.

- Oh menina, pelo amor de Deus, não me serve de nada deitar aqui.

- O escadote, senhor, deitar o escadote. Leva-lo na horizontal.

Exemplifiquei.

Aiiii o salto de alegria, perante a resolução de um problema tão grave, acompanhado de um:

"Aiii menina, por isso é que é engenheira, é mesmo inteligente!"

E é assim que eu aumento a minha auto-estima, é assim minha gente.

4 comentários:

O Sexo e a Idade disse...

Ahahahahahahahahahahahah
Coitado!
Para ele foi o ovo de Colombo!
Ahahahahahahahahahahah

faa m. disse...

A tua boa acção do dia! :)

a.girls.dream disse...

Ah ah ah ah! Como é que é pessivel existirem personagens assim ihih

http://agirlsdream-blog.blogspot.pt/

O Almocreve disse...

Essa fez-me lembrar a alentejana que ia pelo campo a passear com o namorado (engenheiro) e quando viu um burro de "pau feito" disse:
Querido, já viste o tamanho da do burro?
Quando a dele é assim, que é burro, faço ideia a tua, que és engenheiro. ahahahahah