segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Madame Terramoto

Sou desastrada, assim mesmo desastrada. Quando era pequenina era apelidada de madame terramoto. A realidade é que quando me levantava da mesa, trazia a toalha e os pratos comigo. Passava pelos sítios e as coisas caiam. As coisas partiam-se nas minhas mãos. Era qualquer coisa de impressionante.

Agora estou melhor. Agora, sou dada a cair em escadas (tanto a subir como a descer), escorrego em nada, já parti o dedo do pé a tentar sair do meu quarto, já fui com o nariz contra um poste de luz... Ai, é muito cansativo ser eu.

5 comentários:

Mim disse...

Tens a certeza que não te deram daquele "Juízo" ali de cima, em pequena? :)

Gasper disse...

ahaha isso explicava tanta coisa :P

Carlinha disse...

Quer-me cá parecer que fomos separadas à nascença... Provavelmente nascemos no mesmo hospital e tudo! ;)

Meia Dose disse...

não contive as lágrimas a ler este post.... desculpa! mas tive que me rir ahahahahahahah x''''D

Gasper disse...

Isso dá mesmo é para rir. A minha vida não é fácil pá!! :D