segunda-feira, 24 de junho de 2013

Penso que não é difícil

Penso mesmo que não é difícil perceber que não suporto pessoas que abusam dos diminutivos:

Queres tomar um cafézinho no barzinho ali da esquina?

(respira fundo)

Penso que não difícil perceber que os nomes fofinhos me dão comichão:

Oh fofinha, queres ir tomar um cafézinho no barzinho da esquina?

(respira muitoooo fundo)

Piora um pouco quando alguém, algures no tempo, decidiu que chamar "bebé" a alguém era fofinho.

Então bebé, queres ir tomar um cafézinho no barzinho da esquina?

(Mata-me!)

E quando eu explico, tentando manter a calma, que os bebés podem ser fofinhos e queridos e mais a porra, mas o chamar uma mulher crescida de bebé é piroso, dizem que sou desagradável e até insensível.

Para aliviar o mau feitio a tensão de todos os disparates que ouvi hoje, fui beber um gin. Aiiiiii como se chamava aquele Gin que gostei tanto o outro dia? Ahhh já sei!

Era um Morrison  com bastante gelo se faz favor! - Pedi eu

Um Morrison ou um Hendricks menina? - Perguntou-me o senhor entre gargalhadas.






2 comentários:

patrícia disse...

Eu detesto isso dos diminutivos! E dos nomes pseudo-fofos!
Estamos juntas :|
E o teu blog anda muito parado pá!

Gasper disse...

Pois anda patrícia, a inspiração anda a fugir