quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Esta cena da insularidade

Tem as suas coisas boas, maravilhosas até. Vivo rodeada de mar, tenho sempre "verde, tanto verde a indicar-me a esperança". Tenho 4 estações num dia, vejo mais arco-íris num mês do que as vezes que a dondoca que trabalha comigo vai ao ginásio por semana. Ao lanche acompanho o bolo levedo com laranjada, ou kima. Respiro o ar sempre fresco do meu mar.

Resolvo as minhas neuras e problemas existências aqui:


Os carros param nas passadeiras, as pessoas ainda dizem obrigada e por favor. Os velhotes ainda nos tratam por meninas e por meninos. Ainda há quem dê beijos na testa como sinal de respeito.

Faz-se comida literalmente no buraco


A praia quer-se de areia preta, a queimar o pés nos dias quentes. A rua quer-se cheia de "novelões"



Entusiasmei-me. Vinha falar da merda que é ter de pagar 300€ para sair daqui, mas acho que já me passou a revolta.

6 comentários:

anokas disse...

Estive nos Açores, em S. Miguel, há um ano e meio e adorei tudo, as paisagens, as pessoas e a kima de maracujá!

São tudo bons motivos para aí viver, mas realmente o preço dos bilhetes de avião é um exagero, é um pequeno preço a pagar para ver um lugar com tantas maravilhas juntas :D

O Sexo e a Idade disse...

Volto aí sempre que posso e já contagiei o meu filho com esse gosto, por isso deveria dizer, voltamos aí sempre que podemos!
Adoro S. Miguel e só tenho pena de ainda não conhecer as outras ilhas!

O Sexo e a Idade disse...

Volto aí sempre que posso e já contagiei o meu filho com esse gosto, por isso deveria dizer, voltamos aí sempre que podemos!
Adoro S. Miguel e só tenho pena de ainda não conhecer as outras ilhas!

Red Velvet disse...

Adoro os Açores :) Beijinhos*

CoriscaRuim disse...

LOL, Gasper! Como eu te compreendo...Nas duas perspetivas! :p

Susi disse...

Ai mulher! Manda-me kimas e laranjadas para o continente! Nunca provei nada disso, nem nunca aí fui :(